São Paulo, 21 de Setembro de 2020
02 07

Cranioplastia - quanto tempo depois fazer?

Por Dra Raquel Zorzi, às 13:00 - 02 de Julho de 2020 Indicar Natus TecnologiaImprimir Natus Tecnologia
cranioplastia marketing

Algumas doenças neurocirúrgicas requerem a retirada de uma parte da calota craniana para seu tratamento. É o caso de acidentes vasculares cerebrais (AVC) grandes ou de traumatismos cranianos graves. 

O osso retirado pode ser descartado ou guardado (no abdomen ou em um banco de osso se disponível). A decisão sobre guardar ou não o osso depende do cirurgião e da condição clínica do paciente no momento da cirurgia.

Mas quando reconstruir o crânio do paciente? Quanto tempo depois da primeira cirurgia? 

Em geral, em cerca de 3-4 semanas após a primeira cirurgia já é possível fazer a reconstrução do crânio. A decisão sobre realizar a reconstrução precoce (cerca de 1 mês após o evento) ou tardia depende do quadro neurológico do paciente e decisão e experiência do neurocirurgião. De forma geral não é recomendado que se ultrapasse 3-4 meses da primeira cirurgia, especialmente se o osso tiver sido "guardado" no abomen, isso porque este osso pode começar a ser "digerido"(absorvido) e depois não servir para reconstruir o crânio adequadamente. 

Vale ressaltar que o crânio tem como principal função proteger um dos órgãos mais valiosos - o cérebro - de agressões do meio externo. Sendo assim, quanto menos tempo ele ficar aberto melhor!

 

Quer saber mais sobre cranioplastias e reconstruções cranianas? Acesse aqui

Quer saber mais ou agendar uma consulta? Acesse meu site draraquelzorzi.com.br

Comentários

Conheça a dra. Raquel

O conteúdo deste site é de caráter informativo e produzido e editado pela Dra Raquel Zorzi CRM 142761 - Zorzi Servicos Neurocirurgicos Eireli - Epp. Não nos responsabilizamos por decisões médicas ou de familiares baseadas no conteúdo deste site, em caso de dúvida consulte seu médico. © 2020 Todos os direitos reservados. Proibido a reprodução total ou parcial Natus Tecnologia