São Paulo, 03 de Julho de 2022
12 08

Criança com cabeça grande...

Por Dra Raquel Zorzi, às 08:09 - 12 de Agosto de 2019 Indicar Natus TecnologiaImprimir Natus Tecnologia

               Já recebi diversas vezes no consultório pais com filhos com a cabeça grande e que até então achava que isso era normal, ou era de família... mas por fim, vieram encaminhados do pediatra para avaliação. Mas por que a cabeça do bebê pode crescer mais do que deve?

         Os bebês têm as suturas cranianas (linhas que ficam entre os ossos do crânio e permitem que os mesmos possam crescer adequadamente) bem flexíveis e abertas. Quando o líquor (líquido que preenche o sistema nervoso) se acumula – a hidrocefalia – ele começa a ocupar o lugar que seria do cérebro e apertá-lo. Outras coisas que podem crescer na cabeça da criança, como cistos e tumores, também podem aumentar progressivamente o tamanho da cabeça embora mais raramente.  

               Na criança esta “facilidade” da cabeça crescer, pode acabar disfarçando os verdadeiros sintomas do acúmulo de líquido (hidrocefalia). Isso porque o crescimento excessivo abre mais "espaço" e acaba por aliviar em parte esta “pressão” no cérebro, minimizando, pelo menos neste primeiro momento, os impactos diretos neste órgão. Por isso, no começo os pais podem não perceber nada na criança além do aumento da cabeça. Em fases mais avançadas, o crescimento da cabeça não consegue acompanhar o acúmulo de líquido, e o cérebro mais pressionado começa a dar sinais de sofrimento, causando alterações neurológicas na criança que variam de atrasos no desenvolvimento, até vômitos, irritabilidade, sonolência e recusa alimentar.

               O que sempre deve chamar a atenção dos pais?

- cabeça que cresce mais que o normal

- cabeça que cresce muito rapidamente

- cabeça tem uma forma estranha, muitas vezes com a fronte (“testa”) avantajada

- moleira inchada

- tem veias que se projetam na cabeça (veias facilmente visíveis) – geralmente nas laterais da fronte (“testa”) do bebê.

- olhos que ficam olhando para baixo ou tortos para o meio (na direção do nariz)

               A hidrocefalia não tratada é considerada um quadro grave e por este motivo, se há suspeita de hidrocefalia o bebê deve ser avaliado o mais rápido possível por um neurocirurgião pediátrico.

 

Quer saber mais ou agendar uma consulta? Acesse meu site draraquelzorzi.com.br

Comentários

Conheça a dra. Raquel

O conteúdo deste site é de caráter informativo e produzido e editado pela Dra Raquel Zorzi CRM 142761 - Zorzi Servicos Neurocirurgicos Eireli - Epp. Não nos responsabilizamos por decisões médicas ou de familiares baseadas no conteúdo deste site, em caso de dúvida consulte seu médico. © 2022 Todos os direitos reservados. Proibido a reprodução total ou parcial Natus Tecnologia